in , , ,

O bebê e a criança de Capricórnio

O ano chegou ao fim. E no seu último dia, eu deixo vocês com o post da nossa super astróloga Sílvia Bacci, que desta vez nos conta um pouquinho sobre o bebê e a criança de Capricórnio. Esse teria sido o signo de minha filha Catarina, se ela de fato tivesse nascido com 40 semanas (e eu estava alegre com a ideia de ter um pequeno que normalmente se adapta bem à rotina da casa! Mas é claro que ela nasceu contrariando, e decidiu ser sagitariana!). Confesso a vocês que durante a minha infância e adolescência, eu tinha muita dificuldade em entender os capricornianos. Era batata: se alguém pensasse muito diferente de mim, era só perguntar o signo para constatar que se tratava de alguém de Capricórnio. Mas conforme o tempo foi passando, e eu amadurecendo, percebi que era como se eles tivessem chegada à maturidade antes de mim, e tudo o que eu até então discutia em seu modo de pensar, começou a fazer sentido! Será que você já teve essa mesma impressão com seu pequeno capricorniano? Então dá uma olhadinha no que a Sílvia tem para nos contar (ah, e não esquece que algumas das características aqui descritas também podem estar presentes em um filhote que tenha ascendente em Capricórnio)!

O bebê e a criança de Capricórnio

O pequeno capricorniano é tranquilo e reservado. É aquela criança que parece não dar o menor trabalho. Mas não se engane com a aparente praticidade do seu filho. Ele não aprecia ser o centro das atenções durante muito tempo e nem ficar passando de um colo pra o outro ao longo de uma festa. Por trás deste jeito sério de ser, está alguém que deseja ardentemente receber manifestações de afeto e aprovação, já que tem muita auto-exigência.

Os capricornianos típicos são crianças bastante responsáveis. Sentem-se capazes de cuidar dos irmãos e alertam os amigos sobre a melhor maneira de fazer as coisas. Sua tendência a corrigir o outro pode criar alguns atritos. É interessante ensiná-los a fazê-lo de maneira simpática e gentil. Eles conseguem manter sua atenção concentrada por um bom tempo numa mesma atividade e podem ser muito persistentes quando querem alguma coisa.

Estas crianças precisam ser orientadas a não levar tudo “a ferro e fogo”, não se culpar e não dar margem ao pessimismo. Você pode contar com a ajuda delas, mas é importante encontrar a medida certa para os deveres e para a diversão. É fundamental que haja momentos para rir, inclusive delas mesmas, jogar conversa fora e brincar despreocupadamente. Os capricornianos costumam ter uma boa relação com o tempo e sabem se organizar para aproveitá-lo bem. Quanto mais amadurecem, mais estes pequenos ganham sabedoria e leveza para encarar a vida. Eles apreciam muito a companhia e os ensinamentos dos avós e das pessoas mais experientes.

Quem é de Capricórnio costuma manifestar a somatização na pele, revelando assim os conflitos interiores sobre os quais tem dificuldade de falar. Não é raro que os bebês deste signo demonstrem seu desconforto ao nascimento de cada novo dentinho, requerendo ainda mais atenção. As costas representam simbolicamente onde os capricornianos carregam o peso do mundo, por assumirem responsabilidades demais. Nada como uma massagem relaxante, feita carinhosamente pela mamãe.

O bebê e a criança de Aquário

O bebê e a criança de Sagitário