in ,

5 dicas para otimizar o espaço em quartos pequenos de bebê

A falta de espaço é um problema que muitas famílias encontram na hora de montar o quarto do bebê que está a caminho. Mas isso não precisa ser exatamente um problema – com alguns truques e a funcionalidade de determinados móveis e acessórios é possível montar um quarto em que não falte nada para a criança e, ainda, não peque na decoração. A seguir eu separei algumas boas ideias para quem tem essa desafio em casa, não deixe de conferir!

Opte por um trocador suspenso

Ao invés de colocar no quarto do bebê um móvel (geralmente uma cômoda) para servir de trocador, que tal economizar espaço com um trocador suspenso? A peça, à venda em lojas de mobiliário e decoração, conta com duas versões bastante funcionais: uma que é um armário (que serve para guardar todos os produtos necessários para trocar o bebê) cuja porta desce, e ali será o espaço para trocar a criança; e a outra é aquele modelo móvel que pode ser apoiado no berço.

 

Ou dentro do armário

Muita gente também aproveita a parte de cima do gaveteiro de roupas para usar como trocador. Mas olha essa outra ideia que legal: é um guarda-roupa de duas portas em que uma é destinada a armazenar as peças do filhote, em gavetas e arara, e, a segunda acomoda um trocador dentro (também com gavetas embaixo). A porta de correr completa a economia de espaço. Super funcional, não é?

Aproveite as paredes

Além de incluir itens de decoração, as paredes podem servir para pendurar araras e prateleiras para guardar brinquedos, livros e outros acessórios do bebê. As coisas ficam organizadas e você economiza um espaço significativo do quarto, que seria destinado a caixas, armários ou baús. É importante ressaltar, no entanto, que essas prateleiras devem ficar em alturas acessíveis para os pais, para serem de fato funcionais.

Use um berço com gaveteiro

Vários modelos de berço contam com gavetas e prateleiras ao lado (o que amplia sua dimensão lateral, impossibilitando seu uso em um quarto de bebê pequeno). Mas algumas versões contêm gavetas embaixo, que oferecem maior otimização do espaço. Dá para guardar roupas da criança, ou então sapatos ou roupas de cama. A vantagem é que você alivia uma parte do guarda-roupa sem precisar de mais um móvel no quarto.

 

Deixe os móveis bem juntinhos

Dispor os móveis próximos uns aos outros resulta não só em economia de espaço, mas também em um trajeto livre para circulação – facilidade fundamental em um quarto de bebê (uma hora você está usando o trocador, logo em seguida o berço, depois a poltrona de amamentação, e assim por diante – e tudo com uma criança no colo!). Por isso, no quarto do filhote, considerando que ele seja pequeno, a regra que vale é: quanto mais juntinho melhor!

Decoração para quarto compartilhado entre pais e filhos (20 ideias irresistíveis!)

Mãe faz quarto incrível da Rapunzel para sua filha